Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 01.02.12

(imagem retirada da net)

 

Não...A esperança já não mora aqui.

...

Dia de mais uma consulta de oncologia. Dia em que a Dra. me pegou no braço e me fez deixar-te sair da sala para me dizer, que do ponto de vista clínico, não se pode fazer mais nada, a não ser controlar os sintomas e deixar a natureza seguir o seu caminho, ou seja, deixar-te partir pai...

Não, não estou preparada, mesmo sabendo que vais morrer. O guerreiro que há em ti, não é suficientemente forte para combater esse cabrão desse cancro fulminante que te devora todos os dias...

E não, não estou preparada para te ver morrer. Acho que nenhum filho que se preze está.

Não devia ser assim pai. Tu devias morrer, mas velhinho e sem doenças tão escabrosas... Ver-te definhar a cada minuto que passa é muito mais doloroso, do que encontrar-te morto devido a um ataque fulminante do que quer que seja...

Queria dizer que sim a tudo, que estou preparada para isto, que tem sido doloroso mas fácil acompanhar o teu dia-a-dia, que deixar-te morrer não custa nada.

Custa. Muito.

Hoje supliquei a uma amiga que não me deixe só quando partires. Expliquei-lhe o que a Dra. me disse e, ela que é sempre tão animadora e optimista, só me disse que não me preocupa-se, jamais sairia do meu lado...

A única coisa que ainda me atrevo a pedir pai, é que faças o favor, de quando tiveres de partir, seja em paz e que de preferência, eu não esteja por perto...

Já é muito mais que mau, ver-te assim portanto se não for de um grande incómodo, que não te atrevas a morrer comigo do teu lado! Já basta o trauma de te ver pele e osso, amarelo, magro quase cadavérico...Não me faças isso pai...

Não peço a Deus, porque não acredito na sua existência...Se ele existisse, de certeza que não existiria uma forma de morrer tão horrenda.

A minha opinião vale, pelo que vale...Mas acredito que para morrer, não é preciso sofrer tanto...

Ai pai...Não imagino a minha vida sem ti, mas também não te imagino a sofrer muito mais...

Segundo a Dra. o fim aproxima-se a passos largos.

Só podemos esperar que seja breve e indolor.

...

E ficamos aqui, como espectadores anónimos enquanto definhas para um mal tão asqueroso...

Nenhum guerreiro aguenta uma tão dura batalha, mas enquanto lutares estarei do teu lado incondicionalmente...

Mais um dia pai e um dia de cada vez...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43


12 comentários

De Fátima Soares a 01.02.2012 às 21:28


Não havia de existir estas doenças malditas e não devíamos passar por isto nem eles principalmente. Nada no mundo justifica acabar-se assim.´Esta vida é uma porcaria. Uma pessoa trabalhe luta uma vida inteira e quando podia ter um pouco de paz e descansar v~eem estas malditas e levam tudo. Força minha amiga. Muita muita força. Um grande abraço e um beijinho para ti e para ele. Não sei que te diga mais, não tenho mais palavras.

De lady magenta a 02.02.2012 às 19:59

Obrigada Verniz...Talvez aches que não disses-te nada de especial, mas as tuas palavras já ajudam bastante...
; )

De Monóloga a 01.02.2012 às 21:45

não tenho palavras, a não ser que tenhas força, coragem e que consigas transmitir todo o amor que sentes pelo teu pai nestes dias...
força!

De lady magenta a 02.02.2012 às 20:00

Obrigada Monóloga..
; )

De alma a 01.02.2012 às 21:57

Li com as lágrimas nos olhos. Não deixes que o teu medo seja maior que a tua fé... muitas vezes os desígnios de Deus são misteriosos para nós.
Dá-lhe todo o amor, o teu sorriso de alma pura enquanto ele cá estiver. Ele levará de ti essa memória e um dia... esperemos que sem sofrimento faça a sua passagem para um plano superior, onde encontrará paz.
Acredita, vou rezar por ti para que tenhas força e coragem, por Ele (Teu pai) para que a hora da partida, quando tiver que acontecer seja um sopro de brisa culminado de bênçãos.
Se te puder ajudar, se puder ser útil, deixa
comentário no mail.
Força. Sê uma guerreira, segue o exemplo do Teu pai. Nunca estamos preparados para a perda, mas sabes que terás de reunir todas as tuas forças. Muita coragem, fé, aceitação... aceitação...tenta entender que a vida é intemporal e que não gostarias de o ver num sofrimento maior...
Um beijo.

De lady magenta a 02.02.2012 às 20:02

Obrigada Alma. Do fundo do coração...
; )

De marie-claire a 01.02.2012 às 22:30

Este teu texto fez-me recordar todos os momentos que passei ao lado do meu avô que também lutou contra um cancro. :'(
Custa muito ver partir alguém, principalmente com uma doença como esta. 
Força querida e aproveita cada dia que tens com ele. 
Beijinhos *

De lady magenta a 02.02.2012 às 20:02

Obrigada Mary ; )

De blogando-me1 a 02.02.2012 às 16:09


Tenho passado, lido, mas a coragem para comentar vai-se.... hoje depois de ler decidi comentar. Já passei pelo mesmo, já senti a dor de perder não um, mas aqueles que eu considerava os meus pais, primeiro o meu avô, com um ataque fulminante e acredita que mesmo sabendo que ele não sofreu, ainda hoje passados 19 anos, dói como se tivesse sido ontem, pois nunca estamos preparados para ver partir aqueles que amamos, seja de repente, ou vendo-os definhar de dia para dia com esta maldita doença. Depois o meu pai, com cancro nos intestinos e que durou cerca de dois anos. Ainda hoje tenho as palavras de uma amiga enfermeira que me disse " és adulta, não te vou esconder nada, quanto mais cedo souberes, melhor te preparas.... Nunca estamos preparados, por muito que queiramos, para os ver partir. Depois de tudo passar e mais a frio pensei que estava a ser egoista, eu não queria que ele partisse, mas o sofrimento dele era atroz.... partiu em paz....
Apoia-te em todos os amigos que possas e tenta minimizar um pouco a dor, custa, eu sei mas pensa também um bocadinho no teu pai e se por acaso ele partir e tu estiveres da beira dele, não te martirizes.... é a dor que eu carrego é saber que eles partiram e eu não estava lá.... Força e coragem...

Bjs fofos

De lady magenta a 02.02.2012 às 20:03

Obrigada...
; )

De momentosdisparatados a 13.02.2012 às 18:47


Deve ser uma angustia enorme...apesar de trabalhar com idosos o que quer dizer que a morte é frequente imagino que seja uma dor enorme ver alguém da nossa família especial tão chegado como um pai nessa situação. A vida é tão injusta.
O que eu poderei desejar?
Que o seu sofrimento seja o menor possível.

Não sei mais o que dizer...força nessa luta...

De lady magenta a 13.02.2012 às 21:03

Obrigada...
; )

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D