Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 14.02.12

 

 

E cá andam estas vidas...

E de maneiras que o Dr. que acompanha o meu pai acha que ele é um herói...Por aguentar tanto em tão pouco tempo.

E nós, mesmo sem querer somos heróis forçados...Por termos de lidar com tudo isto, sem escapatória possível...E é tudo tão deprimente e mau.

Cada dia que passa definhas um pouco mais, o teu discurso é cada vez mais confuso, a tua cabeça já não te faz as vontades, tem vontade própria.

Um dia arrancas o saco da fístula permanente, noutro cais para o chão e bates com a cabeça, noutro ainda pedes à tua "marida" para jogar contigo à bola...Isto tudo resumido para dizer que o inevitável está a acontecer...

Não é bonito nem saudável.

Ter de pensar sequer na hipótese de te internar num centro de cuidados paliativos, que os há, é simplesmente aterrador...Só ter de equacionar a hipótese, é algo que por si só me revolta as entranhas...

Sabes pai, hoje é um daqueles dias em que sinto mesmo a tua falta...Porque o pai que eu conheci, já partiu...Este que ficou é simplesmente a sua sombra...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06


2 comentários

De Fátima Soares a 16.02.2012 às 11:39

Desculpa vir só agora mas já sabes que também vivi já duas vezes e outras que menos próximo mas familiares. Se for as fazer umas contas macabras direi que ele está a ganhar se me levou um tio do lado do pai e a avó materna e deixou-me o pai que conseguiu sobreviver-lhe. Agora tenho uma mãe que perde sangue, está idosa e eu própria que não sei ou saberei tendo trabalhado num hospital que devia fazer um exame que ainda não fiz e o meu irmão já descartou porque fez e está tudo bem... Talvez eu seja uma cobarde e anormal porque não o faço, ou talvez seja lúcida e suicida porque sei que talvez a próxima premiada seja eu, o sinta... Enfim minha querida amiga. Só quem vê quem está todos os dias à acebeceira . Eu tive o meu pai internado e operado no serviço de cirurgia onde eu trabalhava, a ouvir médicos a falarem comigo e a estar às 7 da manhã já à cabeceira dele, a lavar roupa que enfim... e a fazer-lhe a barba, a dar comer a ajudar e a chorar em segredo ou em conjunto, só quem vive é que pode dar valor e tenho um desgosto enrme que o teu pai esteja a perder essa batalha poue se vi o meu pai ganhá-la vi também a minha avó perdê-la e jamais ficamos iguais. Perdoa se me alonguei ou fui estúpida mas só queria dar-te força e a ele também um grande beijinho e abraço porque está a travar a luta mais desumana e inglória desta vida e para se viver não era preciso isto no tempo em que se devia ter mais paz morre-se assim por isso vida é uma megera e pode ter muito de bom mas eu não lhe perdoo. Um abraço imenso para ti e outro para ele. E desculpa-me por ter desabafado assim. no teu blog. Perdoa Um beijinho

De lady magenta a 16.02.2012 às 11:56


Desabafa sempre Verniz...Ao menos não me sinto tão só...; )

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Porque nem tudo o que luz é ouro e nem tudo o que brilha é prata...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D