Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



o "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 20.02.12

Alguém me explique, devagarinho, muito devagarinho mesmo, como se explica a dois filhos lindos e maravilhosos, que o avô que viram sair de casa já não entrará mais...Como se explica, sem os magoar, que estão terminantemente proibidos de atender o telefone, porque podem telefonar do hospital se houver alteração do estado de saúde do avô e, não querem que eles saibam por vozes alheias...Como se explica que a mãe está triste, muito triste, mas que neste momento não tem forças, nem sabe onde as há-de arranjar para chorar...

 

O meu pai está internado desde esta manhã...

Segundo o léxico médico, encontra-se em estado terminal, o que para os leigos significa que o fim está ao virar da esquina...Mas o caminho até à dita esquina, pode levar horas ou dias...

...

Neste momento nem eu sei o que hei-de pensar, nem dizer...

Neste momento, o turbilhão de coisas na minha cabeça, até me faz doer os olhos...

...

Este é o momento em que fiquei sem palavras e com um vazio corrosivo.

...

Neste momento só sei que a minha mãe é a minha mais recente heroína e, que a familía é o meu pilar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02


9 comentários

De blogando-me1 a 20.02.2012 às 23:30


Não é preciso explicar, eles aos poucos vão entendendo.... Nestas alturas as palavras faltam... deixo um ombro amigo e uma palavra de coragem, muita força para ti e tua mãe.

Bjs fofos

De Bina Ladina a 21.02.2012 às 01:31

Amiga..
Nestas alturas parece que não queremos ouvir nem telefone, nem telemóvel
Nada disso pode chatear.
Eu nos meus 14 anitos - período problemático com a minha mãe internada no IPO - fiz o favor de desligar o telefone de casa e o meu pai tentava ligar lá para casa e.. nada! Até o meu pai chegar a casa e dar conta da maravilha que eu tinha feito - claro que tive direito à bronca respectiva mas depois lá me explicou que: Quando ligarem do Hospital tu és forte para atender e vais estar à altura, eu conheço-te e sei que não vais ter medo.
.. Mal ele sabia que nessa altura eu o que menos queria era falar.
Tu sabes bem o peso que isso é :(
Mas vou dizer-te o mesmo que o meu Pai me disse - Tu não vais ter medo e vais ser forte.
Toma.. Imageé só uma coisinha que eu vi aqui no batráquio e queria dar-te porque tu mereces :)
Bjinho grande e muita força!!

De energia-a-mais a 21.02.2012 às 11:53

Infelizmente não existem receitas milagrosas que nos ensinem a lidar com isso...e há coisas que não se explicam - o teu coração de mãe de certeza que vai encontrar a melhor maneira de dar a notícia aos teus filhos.
Espero que a «viagem» do teu pai seja o mais tranquila possível e que esteja ciente de que o amam.
Beijo

De eu ando às voltas a 21.02.2012 às 13:10

Nem há palavras para se explicar certas coisas, nem maneiras mais certas para se darem certas noticias. A que tu achares será sempre a melhor.
Força para este momento.

De alma a 21.02.2012 às 13:11

Neste momento qualquer palavra que te escreva é insignificante...
Apenas quero que saibas que estou contigo, sem saber quem és, mas vivendo a tua dor e pedindo que procures em ti toda a coragem e força que precisas.
Um forte abraço.

De marie-claire a 21.02.2012 às 13:33

Nem sei o que dizer, nestes momentos apenas te digo para teres mais força ainda e espero que o teu pai não sofra nos seus últimos momentos. Espero que fiques com o seu sorriso na memória e tenhas a plena consciência de que ele vai continuar presente em todos os teus dias, falo por experiência própria pois o meu avô aquele que considero o meu pai está sempre ao meu lado e é sempre lembrado em algum aspeto do meu dia. Sei que dói e custa muito ver alguém partir, mas nestes casos foi o melhor que podia ter acontecido antes que o sofrimento venha com mais força. Desculpa se fui bruta, mas eu também não pensava assim na altura, mas agora sei que foi o melhor para ele pois o seu sofrimento chegara ao fim. Guarda cada memória que tens dele, cada sorriso, cada olhar confidente, cada conversa, cada momento que tiveste ao lado dele. 
Força querida :) 
Estarei sempre aqui com o meu ombro amigo à disposição. 
Beijinhos *

De lady magenta a 21.02.2012 às 21:40


E é isso exactamente que faço, todos os dias...Obrigada pelo ombro...; )

De nickonome a 21.02.2012 às 21:08

As plantas dão sementes porque sabem prolongar a sua espécie. Quando uma nova planta nasce, começa a sua precessora a definhar-se... Todas as crianças - regra geral - já se depararam com a "ausência" de entes queridos e restabelecem-se muito mais rápido que os adultos.

As palavras, minhas ou dos outros, não te consolam; por isso, é dentro de ti que tens de buscar o consolo. Já fizeste como as plantas, já tens rebentos que prolongam a tua existência para além do "teu tempo"... Nessas "coisas que te prolongam no tempo" é que reside o teu conforto mental.

Esta é a altura em que deves atirar a toalha ao chão; remares contra a maré... corres o risco de afogar-te. É cedo para isso; tens de levar calmamente e em segurança o barco com os teus rebentos até bom destino! 

De lady magenta a 21.02.2012 às 21:39

Este foi sem dúvida, o comentário mais bonito e inspirador que podia ter recebido...Obrigada ; )

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D