Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Para a Alma...

por lady magenta, em 21.02.12

 

Olá Alma, obrigada pelo ombro... Desta vez escrevo para si em particular, sobre mim, para me ficar(em) a "conhecer".

Sou a Susana, conhecida pelos amigos como a "tsunami", eles acham que sou uma força da natureza...Sou simpática, humilde, mas também tenho mau feitio! Sou tudo e nada, só funciono da minha maneira...Custa-me ver injustiças e, quando me entrego, faço-o totalmente...Perco a razão na maioria das vezes, por defender assertivamente demais as minhas opiniões...Sou mulher, mãe e amiga...Posso ser o céu ou inferno, depende das situações. Sou obstinada, corajosa mas algumas vezes faltam-me as forças nas pernas...Já perdi tudo o que se pode perder, mas conquistei ainda mais...A vida não me atormenta, aprendi a viver dentro das minhas limitações e fraquezas. Tive tempo para dar valor ao realmente importante e, relativizar o que não me faz feliz...Tive de abdicar de muito, mas o que ganhei em troca foi muito mais importante...

A vida já me foi madrasta muitas vezes...Já tive desgostos horríveis e passei por tormentas em que só eu saí inteira.

Já pemiti que me magoassem, mas também já magoei quem não o merecia.

Já me vinguei, mas também já fui vingada...

Já fui rebelde, mas depois passou-me.

Já tentei mudar o mundo, mas percebi que para mudar, devo de começar primeiro pelo meu mundo...

Já menti, já roubei, já me droguei, mas depois de tudo perder, quis ganhar o mundo...

Já fui terrivelmente infeliz na minha incessante busca pela felicidade. Um dia acordei e vi que afinal, a felicidade era isto...

Tudo o que tenho é à custa do meu esforço e, normalmente quando um dia digo que vou ter assim ou assado, acabo sempre por conseguir fazê-lo antes do que pensei...

Já fui oprimida e injustiçada. Já perdi toda a minha auto-estima e amor próprio...Reconquistei-os a ambos quando ninguém acreditou em mim.

Acredito nos Homens e não em deuses.

Não tenho fé, mas acredito na compaixão...

Sou dedicada e fiel, mas não aceito traições.

Quando me entrego, faço-o de corpo e alma, por isso saio tantas vezes magoada das mais parvas situações.

Normalmente dou muito mais daquilo que recebo. Deixei de criar expectativas, fico menos magoada quando me pregam "partidas"...

Quando deixei de acreditar em tudo, quando me senti no fundo do poço, o meu filho mais velho resgatou-me para a vida e aprendi o que era o amor incondicional...Quando deixei de acreditar no amor dos homens, descobri no meio do nada o meu marido...Meu melhor amigo, minha alma gémea, meu amor...

Já me desacreditei, mas descobri novas convicções...

Já pensei que ia entrar em querelas e, afinal tornaram-se em batalhas sangrentas...

Sou assim...O extremo de tudo, o melhor e o pior...

Já fui a pior filha, tornei-me no pesadelo de qualquer pai...Mas dei a volta, enfrentei o "touro pelos cornos" e, fiz questão de mostrar a todos que talvez fosse melhor não me subestimarem...

Acima de tudo sou apaixonada pelos meus filhos, marido e familia. Pelos amigos, mesmo alguns virtuais...

Um grande beijo para si e, para todos aqueles que neste momento, mesmo virtualmente, se mostram disponíveis para dar o ombro...Esse vosso gesto, essas vossas palavras, fazem toda a diferença...

Já ganharam o céu...

E toda a minha consideração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:44


29 comentários

De parcifal a 29.02.2012 às 09:33


Não tenho facebook. Ainda consegui resistir a isso, por enquanto. :) Adorava de te conhecer, muito mesmo. Há coisas que aparecem assim sem explicação mas tb não tento. Gosto desse sentimento. O café é para quando quiseres.
Bj grande,

De lady magenta a 29.02.2012 às 10:52


E está prometido, deixa-me ver onde o consigo encaixar nesta confusão que se tornou a minha vida...; )

De parcifal a 29.02.2012 às 11:20

...as confusões são para evitar se bem nem sempre temos mão no nosso destino. De modo geral é bom agarrar aquilo que é bom e que precisamos, nem que seja para a nossa própria satisfação. Mas, de modo geral estas experiencias fazem como que as má experiências , a confusão da vida etc , se torna mais leve porque há algo optimista, algo positivo onde agarramos. Temos assim olhar um pouco mais para nós próprios em vez de olharmos, muitas vezes em demasia, para os outros e viver em função dos outros o que é um erro ainda maior. Não vale chegar á uma idade avançada, olhar para trás e ver uma estrada vazia porque não fizemos isso ou aquilo etc . seja por que motivo for. Depois já é tarde demais para compensar a vida que não vivemos para trás. Daí que devemos  olhar um pouco mais para nós próprios e viver para nós próprios. Isto pode soar um pouco á egoísmo mas diz-me sinceramente, de quem é a vida afinal? Não nos pertence? Eu gosto de pegar, agarrar etc . nos bons momentos ou naquilo que preciso e gosto, desde de que não prejudica ninguem pois isso também não quero. Acho que ao ser assim, abri uma porta que me permite ter uma vida menos confusa. Não que seja routineira pois essas vidas são simples e não é preciso fazer muito para segui-la, mas simplesmente tentar satisfazer as nossas necessidades, desanuviar e desviar a atanção e pensamentos nas complicações que a nossa vida por vezes no tras. Enfim, filosofias próprias que ao longo da vida se foram introduzindo para aliviar as minhas próprias confusões. Foi uma maneira que encontrei para apaguizar o que precisava de ser esquicida.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D