Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O "câncaro", essa doença malvada...

por lady magenta, em 26.10.12

 

 

Pois é, eu sei que ando afastada...

Não dou noticias, não digo nada...Mas os silêncios também têm muito para ouvir, logo, se estou calada, imaginem o que grito....

Ninguém ouve, porque esta dor não é para ser partilhada, é só minha. Por vezes, permito-me emprestá-la a alguém, por vezes...Não posso andar sempre a massacrar as pessoas que me têm ajudado.

...

Na quarta-feira foi dia de mais uma consulta. Acabámos por ficar doze horas no hospital...Repor líquidos e potássio...Nada mais.

Nos últimos dias não descemos degraus, descemos uma rampa enorme.

O médico resolveu chamar-nos e dizer que o fígado já está completamente destruído, por isso a fase terminal está...No fim.

Na próxima crise grave, só podemos ficar a dar a mão ao meu pai e temos de o deixar partir...

Porquê?...

O que sinto deve ser algo parecido com, uma mão gigante que me rasga as entranhas e me arranca o coração...

Não me sinto nada. Não somos nada.

Esta maldita doença, transforma-nos a vida, muda-nos a alma...

O meu pai está mesmo a morrer...E não há nada, nem ninguém que possa fazer seja o que for.

...

Chorei tanto na porta do hospital, pessoas...Sentada no chão, à chuva...

Sim, nós tínhamos consciência de que este seria o desfecho inevitável, mas uma coisa é pensar neste momento, outra coisa é saber que ele está ali...Ao virar de cada minuto.

Nunca me senti tão esmagada pela impotência da vida, como agora.

Porra, eu perdi três filhos, eu acabei de perder um amigo...Mas isto, pessoas, isto é quase irreal...É como se a vida se torna-se finalmente real, e tudo o que andei a viver até agora fosse um filme....

Enfim pessoas...

Sinto-me realmente parte de algo que me transcende, que é tão maior que eu, que mesmo munida de todas as forças que tinha, e as outras que fui aprendendo a usar, e que vieram sabe-se lá de onde, mesmo assim, a impotência face a esta loucura toda, engoliu-me...Não sei onde ando, o que faço, o que penso...

Sinto o peso da enormidade da vida, na insignificância do meu Ser...

E não é fácil vestir esta minha pele.

O meu pai está a morrer, mesmo...E eu acho que ainda não acredito no que nos foi acontecer...Ninguém merece perder um bom amigo, pai de um filho maravilhoso, e o seu próprio pai...Mas acontece pessoas, às mãos de uma doença tão má e terrivel, que é como ter o inferno na terra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

O cancro, essa doença malvada....

por lady magenta, em 18.10.12

 

 

Eu tenho um grave problema de comunicação. Ou algumas pessoas, têm um grave problema cognitivo, quando eu tento explicar, que esta vida, esta vida que a minha família e eu, vivemos desde à quase dois anos, não é nossa. Não é a nossa escolha, mas é a que temos para viver e, quanto a isso, quanto à grandeza da vida, podemos escolher...Ou a vivemos o melhor que podemos e sabemos, ou somos engolidos pela imensidão de tudo o que nos rodeia, e a dado momento, passamos pela vida sem realmente a viver.

Quando tenho dias maus, em que vejo o meu pai pior, ou as saudades do meu amigo, do pai do meu filho, apertam (e como apertam...), penso na vida...Penso no Sr.Varela, que acabou de perder a esposa. Penso nele, sentado noite após noite na esplanada do "Pastel de Nata" a ver e rever fotos da mulher, que partilhou a vida com ele, e agora, lhe deixou o coração estilhaçado e a casa vazia...Penso na dificuldade que ele tem em lidar com a dor dele, que ninguém pode fazer nada, mas, que basta um sorriso, uma palavra de conforto, e o dia dele melhora...A dor está lá, não há magia pessoas...Mas pode haver compaixão.

O meu pai não tem melhoras, nem pioras...O que a esta altura, não é bom, nem mau...É viver suspenso, à espera da morte, com medo, aterrorizados...

O meu pai à muito tempo que não dorme de noite, os terrores nocturnos, o medo de morrer não o deixam...Ele não dorme nem deixa dormir, logo as nossas noites são quase tão más como os nossos dias...E chora, todos os dias ele chora a pedir para morrer...A perguntar porque ainda cá está, que já devia ter partido, que a vida é injusta, porque o amigo, quase filho dele, já morreu e ele ainda não...E que do "outro" lado o Paulo o espera...E ele continua cá, sem morrer...

E eu tento, com muita força, explicar às pessoas que não mudei, adaptei-me apenas...A viver no "arame", à espera do tal telefonema, do tal último internamento, da tal última despedida...Enquanto esse momento não chega, vivo. O melhor que posso e sei. Com dias maus, com dias bons. Rio quando tenho de rir, choro, choro muito quando ninguém está a ver...Pulo, salto, grito, canto...

E gostava pessoas, gostavas que muitos de vós, que julgam que nada vos chega, tirassem o nariz do umbigo e olhassem à volta...Que abrissem os olhos e vissem que o Sr.Varela tem um desgosto sem fim, que a D. Adelaide acabou de perder o filho e não sabe como começar sequer a fazer o luto, que olhassem para o Rui e vissem nos seus olhos a tristeza que lhe vai na alma por ter perdido o pai....

Que vissem que esta vida não é nossa, e que o que tento escrever, é que esta não é a vida que escolhi, é a que tenho de viver, e também a vós vos pode acontecer o mesmo...

Eu acredito nos Homens, e acredito num sentimento chamado compaixão. Será que sou a utopia em pessoa? Será que ensandeci?

....

Não pessoas. Esta é a nossa vida, aquela que não escolhemos, aquela que nos foi "oferecida", e quando pensarem que controlam a vossa vida, lembrem-se de mim...Um dia eu também pensei que controlava a minha vida...Depois apareceram as doenças más, e o resto, o resto podem ler aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18

Dia dos cuidados paliativos

por lady magenta, em 15.10.12

 

 

Hoje é dia dos Cuidados paliativos.

Para os que não fazem ideia do que seja, é uma equipa pluridisciplinar, formada por um médico, um enfermeiro, e um psicólogo. O intuito desta equipa é providenciar ao doente, que clinicamente já não tem hipótese de tratamento para debelar a sua patologia, todo o conforto e bem estar sem perda de dignidade.

Elas existem, eu sei, já vi, o meu pai foi seguido por uma destas equipas....Não chegam. Não são em número suficiente, não têm condições nem suporte para chegarem a todos os que precisam deles...O apoio a uns chega tarde demais ou a conta gotas. Depende da zona geográfica e da disponibilidade da própria equipa, depende das infra-estruturas de suporte...Enfim, depende de tanta coisa...

Aos que batalham por melhores cuidados de saúde, tentem perceber e presenciar o que faz uma destas equipas...Tão valiosas, mas tão escassas e sem apoios.

Eu aplaudo e espero que um dia cheguem realmente a todos que necessitem, com todas as condições...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:20

Ai a minha vida...

por lady magenta, em 12.10.12

 

 

Isto hoje está bonito...

Vejamos a incursão musical desde as nove da manhã, acho que espelha bem o meu estado "mental-cabeça-de-serrabulho", house music, fado, pop e agora, sertaneja!

(Por favor, alguém que pegue em mim e me leve...A ver o mar...)

Enfim.

De resto pessoas, tudo na mesma...A tentar fazer um luto, a preparar-me para outro...Acho que a isto se chama a p**** da vida.

Estas últimas semanas têm de facto, sido complicadas, mas acho que me estou a repetir.

Tenho feito coisas, realmente maquiavélicas!

No trabalho é recorrente os colegas darem com coisas arrumadas nos sítios mais impróprios, perco o nexo nas conversas, deixo de ser coerente...Misturo "alhos" com "bugalhos"...Entro vestida e calçada na banheira, torno a deixar o carro aberto, destravado e desengatado...Calço um sapato de cada "nação", visto a roupa do avesso, and so on...

Como vêm estas últimas semanas também têm sido repletas de momentos de riso histérico...Sim, não pensem que só vivemos coisas mazinhas no dia-a-dia...Como tudo, também o riso faz parte, o riso, a música alta...

Estamos de luto e numa batalha desleal, mas não podemos deixar de viver...

E não venham com a teoria de que estou a ensandecer e tal, e depressiva e não sei o quê...Been there, done that...Depressão é outra coisa. Isto é só mesmo cansaço...Físico, mental, e muita tristeza...Só isso.

...

Ah e talvez uma grande dose de loucura, por enquanto saudável...Mais por aí.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43

Ai a minha vida...

por lady magenta, em 11.10.12

 

 

Tenho tanto para dizer. Mas tudo cá dentro, anda revolto, perdido, misturado neste turbilhão a que gosto de chamar cabeça.

A confusão é tal, que as minhas conversas se resumem a "hum, hum", para não ter trabalho de pensar.

Uns dizem que é o reflexo dos meses difíceis, outros debitam teorias fantásticas sobre o meu estado mental, estar intimamente ligado ao estado da nação,(W.T.F.?), enfim...

Dou um passo em frente e, alguns dez para trás.

Este último internamento do meu pai foi, para mim, catastrófico.

Reduzem o pessoal de enfermagem em cerca de 40%, tiram camas nas enfermarias, reduzem os horários das auxiliares...Um tormento. Uma tristeza. O estado em que a saúde deste país caminha...

Ouvi por estes dias o Dr Antonio Arnaut, considerado o pai do nosso serviço nacional de saúde, a falar no programa "Prós e Contras", a imagem que me ficou foi de um "pai" muito desiludido com as escolhas que foram feitas pelos "padrastos" do seu querido filho...No seu olhar era explicito o seu grau de consternação...

Não faço sentido pessoas...Desculpem.

Só sei que este momento está a ser de difícil digestão...

Como dizia uma professora minha, estou perdida nas minhas ideias, é bom que comece novamente a escrever compulsivamente, pode ser que ganhe outro "tino"...

 

Ah e pessoas gentis que dão apoio a esta pessoa, obrigada...Obrigada por no meio da tempestade, fazerem as vezes do farol que ilumina este caminho escuro...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55

O cancro, essa doença malvada...

por lady magenta, em 09.10.12



Infelizmente, quem luta corajosamente contra O Monstro, numa luta desigual e sem piedade, depara-se com situações como esta:

"Pai, sabias que a tal máquina, capaz de numa sessão de radioterapia diminuir substancialmente tumores cancerígenos, veio, não para um hospital público mas para a Fundação Champalimaud?

Pai, de facto, a máquina tem tido resultados espantosos já com 150 doentes e é única em Portugal. Mas, Pai, o tratamento é 5 000 euros, não é comparticipado, não há protocolo com o SNS. Se fosses rico, podias fazer o tratamento, numa sessão. Imagina. Uma sessão poderia mudar a tua vida. Mas não és..."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:31

1 mês...

por lady magenta, em 09.10.12


Faz hoje um mês...

Ainda estamos todos em choque.

Custa-nos a crer que é verdade, que o teu corpo fisico deixou de estar entre nós, que apenas restam as tuas memórias...

Enfim...

Um dia de cada de cada vez...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:10

Fui desafiada, e respondo com todo o gosto ; )

por lady magenta, em 09.10.12

Eu sou: De extremos...8 ou 80, depende dos dias, do humores e do estado de espírito...Leal, corajosa, arrogante, estúpida que nem um calhau, agressiva, sarcástica, pragmática...Sei lá, sou tanta coisa numa só, que tenho real dificuldade em transmitir tudo o que sou...

Gosto musical: Tudo, depende do estado de espírito, tanto oiço Bach, como Marilyn Mason! 

Comida: Toda, não sou esquisita...

Desenhos: Da minha época, Candy-Candy, Shenna, Pantera cor de rosa, etc...De agora, A ovelha Choné, Doraemon...

Amores da minha vida: Os meu filhos...Os meus amigos, a minha família...

Coisas que não gosto: Mentiras, falta de respeito, preconceitos e presunção...

Opinião sobre o panorama sócio-político em Portugal: Mas qual panorama? Já nos abriram a cova, agora estão a tapá-la lentamente!

Humor: Sarcástico...; )

Frases mais ditas por mim: "Credo!", "Valha-me nossa Sra dos agapitos..."; "Eu bem te avisei...", "Obviamente".

Signo: Leão, ascendente em carneiro...(Nada de bom nesta mistura...)

Apaixonada: Sempre...Pela vida e pelos meus amores...

Já fugiste de casa: Não, mas já fui posta fora de casa...

Ris de coisas bobas: Rio, muito alto e em bom som!

Já beijou na chuva: Na chuva, no mar, no meio do pó, no escuro, na luz....

Já teve o coração partido: Já...

Já partiu o coração de alguém: Também...

Já pensou em se matar: Já. E tentei. Mas tive o bom senso de avisar alguém da porcaria que tinha acabado de fazer....

Odeia o seu cabelo: Tenho dias.

Medo do escuro: Não. Mas muita curiosidade...

Tatuagens: Uma, e a pensar nas próximas 4.

Gosta de ouvir música muito alta: Gosto...

Comédia ou terror: Terror, óbvio...

Series favoritas: Muitas, as de qualidade...

Filme favorito: Tantos, um que me marcou recentemente, "Amigos improváveis", lindo e com uma mensagem extraordinária....

Livro que marcou a sua vida: Muitos, um dos, "O crime do padre Amaro"...

Livro que odiou: Lista telefónica!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:45

O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 08.10.12

 

 

E mandaram o meu pai para casa, mais uma vez...

Porque reduziram o pessoal hospitalar em cerca de 40%, transferidos para o novo hospital de Loures e, resolveram cortar também nas enfermarias, que de 6 camas, passam a 3...

Por isso pessoas boas e humanas, os nossos cuidados de saúde estão realmente ameaçados. Tão ameaçados quanto, à duas noites o meu pai ter caído da cama e, só terem dado conta por outro doente ter ouvido o meu pai a gemer e chamou ajuda...

Os nossos hospitais públicos estão reduzidos a nada...Podemos culpar quem nos governa e corta onde não deve, para investir no que lhes enche os bolsos e lhes convém...

Se é politico e está a ler isto, que nunca lhe falte a saúde, mas se faltar, que tenha a "sorte" de se ter de tratar num hospital público....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20

O "câncaro" e o meu pai...

por lady magenta, em 05.10.12

 

E passou mais um dia.

Não vale a pena fazer previsões, já que de cada vez que as fizeram saíram sempre goradas. No entanto, o estado de delírio mental e alucinações, desde o inicio da semana, tem piorado... O meu pai vê fardos de palha, montes de entulho, garrafas e frascos...Não me reconhece e quando o faz, julga que sou a minha irmã...

Nós sabemos que é o prenúncio de algo. Estivemos à conversa com a enfermeira responsável por ele...Ela nem precisou falar, porque de tanta literatura médica, ensaios e trabalhos que li, sei bem o que significam...Como também sei o significado das manchas que ele tem nos pés e mãos...

Enfim...

Eu ainda disse à enfermeira que acredito que ele venha a ter alta, percebi pelo seu olhar, complacente, que eu provavelmente estaria enganada. O pior é que com o meu pai, todas as estimativas e estatísticas relativas ao Adenocarcinoma da cabeça do Pâncreas, saíram completamente goradas...O meu pai é um milagre aos olhos da medicina...Não entra em estatísticas, não tem lugar em lado nenhum, a não ser nos nossos corações... 

Não vou estar aqui a lamentar-me e a dizer que desta é que ele parte...Não adianta. Ele acaba sempre por nos contra-dizer.

...

Uma coisa é certa. O estado dele agrava-se a cada hora que passa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56

Pág. 1/2



Porque nem tudo o que luz é ouro e nem tudo o que brilha é prata...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D