Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ai esta vida é tão estranha...

por lady magenta, em 21.08.13

Há palavras que doiem ouvir em voz alta. Há tarefas que temos de desempenhar, tão dificeis como o carregar no botão Off da vida...

 

 

Não sei porque escrevo para ti, já que nunca irás ler estas palavras.

Talvez, porque queira este registo, para um dia, não sei quando, ver que realmente nos fazes falta...

O teu filho pediu para eliminar o teu perfil do Facebook, afinal, não esperamos posts de alguém que já morreu. Os teus amigos, provavelmente não irão achar piada, mas temos pena. O teu filho ainda é rei e senhor da tua vida, e por ele, sabes bem que faço tudo. Não foi de ânimo leve que eliminei o teu perfil, e depois de o ter feito, chorei...Como chorei quando foi o teu velório, por saber que o tempo não volta para trás, que falhámos enquanto casal, mas que pelo nosso filho tínhamos de superar a diferença de 10 anos que nos separava. Não nos saímos mal enquanto pais, no entanto, sei que carregas-te contigo para a cova, o facto de teres sido um pai atípico...Amas-te o teu menino à tua maneira, como amas-te tudo na tua vida...Não te guardo rancor, pelo contrário, guardo uma imensa saudade de um homem que foi um amigo/irmão, com quem tive a melhor coisa da minha vida, o nosso filho, o filho por ti tão amado e que te idolatrou sempre, apesar da tua ausência. Tenho saudades tuas Paulo...Do teu sorriso, da tua bondade, porque sempre foste um bom homem, só te soubeste prejudicar a ti. Vi muitas lágrimas de crocodilo com a tua morte, mas a maioria foi bem sentida...Deixas saudades nos corações dos que realmente gostaram de ti.

O teu filho torna-se amanhã um pequeno adulto...Somos pais de um filho fantástico, mas lidar com a tua perda não está a ser fácil...Uns dias melhores outros nem por isso. O truque, aprendi no tempo em que estives-te doente com o meu pai, é lidar com um dia de cada vez, com uma emoção de cada vez...Deixar o tempo correr e mandar à merda quem tiver de ser...Afinal o tempo cura quase tudo, mas não completa as faltas do nosso coração...

Paulo, quero que saibas que neste dia em que completarias 47 anos, te sinto a falta...Por tudo. Porque tenho saudades, porque não merecias a partida que a vida te pregou, porque sei o quanto o teu filho sofre com a tua ausência...

Um beijo daqui até ao céu, porque os falcões não deixam de voar nunca...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:11


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D