Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Esta pessoa,

por lady magenta, em 30.07.15

 

odeia despedidas.

Sejam elas porque motivo for.

Umas mais emotivas, outras nem por isso.

Por vezes é bom despedirmo-nos do que não nos faz bem, por este ou outro motivo, mas não é dessas despedidas que falo. Falo daquelas que nos tocam a alma, por sabermos que o que era, nunca mais vai tornar a ser. Essas são as despedidas tramadas. Aquelas em que mesmo que digamos, "Até já pá!", nos deixam os olhos marejados de lágrimas. Mesmo que isso signifique que, a pessoa de quem nos despedimos, está a seguir em frente. 

(Mesmo, mesmo, acho que é pelo facto de saber que fui a alavanca impulsionadora do tal "seguir em frente", estou orgulhosa claro, muito orgulhosa de ver esta pessoa, sem medo a correr atrás de um sonho...Mas fico com pena de o deixar ir...) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:01

Ai as mulheres...

por lady magenta, em 26.07.15

Como alguém disse, "As mulheres são fáceis de entender. Como um livro de física quântica em mandarim!". Desculpem, mas por vezes tenho de concordar. Algumas de nós, temos um raciocínio lógico, tão pessoal, que está entranhado no ADN de cada uma, e por mais que tentemos explicar, não dá. É só para nós, e só nós temos a solução para tal enigma!

Nem sempre as relações correm bem. Normalmente tendo a não julgar. Se algo está mal entre duas pessoas, são ambas culpadas. E não me venham com a teoria que há homens ruins, também há mulheres. Por vezes bem piores que os tais homens ruins.

O que ainda não consegui entender, foi porque aguentam. E além de aguentarem, ainda se expõem ao ridículo de, quando descobrem, por exemplo, a traição do companheiro, perguntarem a pessoas muito próximas, se soubessem quem era a "traidora" contavam.

Oh "migas", então mas está claro que não! (desde que, obviamente, a coisa não entrasse em conflito com os valores morais que acho que ainda possuo...descutivel este "urgumento", portanto...)

Hoje tive o desprazer de assistir em primeira fila a uma cena tão, mas tão deprimente... Até que ponto somos capazes de baixar a fasquia do nosso amor próprio...

Estava com alguém, que sabe à mais de um ano, que o companheiro a trai. Como se não bastasse, continuam a comungar e a partilhar um tecto e paredes(WTF???), pois.

Já dei a minha opinião, um Zilhão de vezes, porque ma pediram. (Normalmente neste tipo de assuntos, guardo para mim.)

E a bela da "gaiata" sai-se com a pérola, "Se soubesses quem era não me contavas?"

Oh "môr", pois está claro que não!

Então mas agora eu lá tenho ar de arauto da desgraça?

E ainda ficou ofendida por dizer isto.

Sabem que mais, uma mulher ressabiada é 1.000.000 de vezes pior que uma guerra nuclear. Descemos o pé ao chinelo, vamos de mão na anca, queremos sangue, muito sangue a escorrer pela valeta. Só nos esquecemos do mais importante. Pesar tudo muito bem pesado, e tentar perceber porque correu mal. E não venham daí dizer, "Ah e tal ele traiu  e mais não sei quê!"

Sim traiu. É culpado.

É um canalha.

Sim, provavelmente.

Deveria ter-se comportado como um adulto e conversar com a companheira, expor o que "amargurava" o seu "coração", (e sexo quiçá!), sem dúvida nenhuma!

Mas daí até a "moça" andar a fazer perseguições, armada em inspector Gadget a tentar "hackear" os telefones do Sr. e o PC...Give me a break...

Cheguei à conclusão que, o que nos falta nas relações não é amor, não é sexo do bom, não é companheirismo...

É tão somente, COMUNICAÇÃO.

E eu tenho para mim, que certos problemas dos outros, me deixam os nervos muito atacados...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07

Sinto-me...

por lady magenta, em 25.07.15

 

um Espécie em vias de extinção, quando entro no balneário do ginásio, cumprimento as pessoas presentes e ABSOLUTAMENTE ninguém responde.

Será de mim, ou será das pessoas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16

As cenas desta vida...(Parte I)

por lady magenta, em 24.07.15

 

Let's begin!

(Ou coisas chatas que ninguém lê, mas que é sempre bom "botar cá para fora"...)

 

Esta pessoa foi operada, again, diz que tinha um tumor num ovário, vejam bem com tanto corpo para crescer e o magano logo tinha de crescer ali! Descoberto por mero acaso, já que a intenção era acabar duma vez por todas com as tubagens desobstruídas, e obstrui-las, claro está... Foi a tempo que o vimos. (Pela conversa da equipa fatalista, se tivesse esperado mais uns meses, como era minha intenção, por esta altura já cá não andaria...)

Sou uma sortuda eu sei.

Só que não.

Depois de tanta provação, lá vem a merda da vida brincar com uma pessoa. "Ah e tal...Achas que já chega de cabelos brancos e dores no ? Então toma lá mais umas quantas razões para virares a noite em branco!" The story of my life...

Mas foi divertido, juro. Foi a única vez que dei conta de entrar num bloco, acordada, pelo meu pé, a brincar e a contar piadas como se estivéssemos na esplanada, acho que a equipa estava solidária comigo, "Ah e tal, vamos abrir esta barriga...E depois logo se vê..." 

Afinal o que encontraram, foi exactamente o que estavam à espera. Um tumor encapsulado, o fofo, qual bomba relógio à espera de acordar e explodir comigo! Só que não.

Olha 'ca porra! Então não me bastava as doenças dos outros, e agora ainda tinha eu que ficar doente? Isso é que era bom! Não, não , não... Quero mais é que esse tumor armado em tumor se escafeda da minha vida para fora! E foi o que ele fez!

Claro está, que nunca tinha feito tanta análise seguida, ecografia, e tanto medicamento junto. Isto tudo durante os próximos 5 anos. Vá, 4 anos e meio, que meio ano já passou...Sem sobressaltos.

Ah e claro... Um dos pontos que levei, bem nas profundezas do umbigo, ainda cá mora para contar a história! (Obviamente que não esperava outra coisa! Ou queriam que fosse tudo fácil?)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

Ai esta vida...

por lady magenta, em 21.07.15

 

 

Então mas esta pessoa esqueceu-se que tem um blog?

Cet pas possible!!!!

E nestes meses de interregno, têm sido tantas as aventuras, mas tantas, que acho que até ao final do ano não vos ponho a par!

Portanto pessoas, vamos lá ver se é desta, boa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


Porque nem tudo o que luz é ouro e nem tudo o que brilha é prata...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D