Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 03.05.12

Pois é...Há realmente conversas difíceis.

O meu pai tem grande dificuldade em dormir de noite. Já tentámos tudo, menos a marretada na testa...No entanto, ontem, imbuída que estava da minha veia "pseudo-psicologa", resolvi falar com ele e, tentar perceber o que o "apoquenta" (como se fosse uma grande novidade para mim...)

Ele tem terror da noite. Acha sempre que se adormecer já não acorda...

É possível pai, não te vou mentir...No entanto se isso acontecer, sabe que ficaremos bem...Tristes por teres de partir de uma forma tão horrível...Mas fica sabendo que tens uma família que te ama e, não és só tu que sofres com tudo o que se está a passar...Não foste o pai perfeito, mas foste o pai possível, o pai que tentou dar o seu melhor, dentro das suas limitações enquanto Ser humano...Também não tiveste as filhas perfeitas nem uma vida extraordinária, mas vais-nos deixar com um vazio imenso quando chegar a tua hora...Tens quatro netos maravilhosos que te idolatram, a quem, por parte da educação que nos destes, permitirão continuar a viver segundo o teu legado...Honra, respeito, humildade, coisas que para muitos poderão parecer insignificantes, mas que fazem de nós as mulheres, tuas filhas, que somos...A uma deixas-te a garra e coragem e, o "bicho" da cultura e do conhecimento. À outra deixas-te a sensibilidade incondicional ...Como vês o teu legado é grandioso...É o que tentamos passar aos nosso filhos, teus netos e, olha que nem temos feito um mau trabalho...Não tivemos uma vida fácil, mas fomos felizes dentro das condicionantes que se atravessaram no nosso caminho...Duma forma ou de outra, sempre soubemos e conseguimos, enfrentar os obstáculos que nos deitaram abaixo...Este está a ser mais complicado...Tu vais partir. Duma forma inevitável e horrível...Não tens de te preocupar com a mãe, porque ela vai estar protegida por todos...Vais partir pai e, é tão injusto...Não tenhas medo de dormir, porque sabes que mais dia menos dia, mais hora menos hora vai acontecer...Quer seja de noite ou de dia...O que importa pai, é que não vais partir sozinho. Nós vamos estar do teu lado...

E foi mais ou menos isto...E de maneiras que é assim...Esta doença é uma grande merda...E ter de assistir a isto é tão mau, que tudo o que pudesse escrever seria pouco...

Ai se eu pudesse fugir... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57


12 comentários

De goddessafrodite a 03.05.2012 às 12:56


Como eu te entendo e sei dar-te todo o valor. Passei o mesmo com a minha avó e já lá vão 14 anos; é impressionante como eles (nós) nessas circunstâncias têm a noção do fim; maldita doença.

De lady magenta a 03.05.2012 às 20:18


Maldita mesmo...
Obrigada pela visita ; )

De golimix a 03.05.2012 às 19:31

Estou em falta, não tenho passado por aqui para dar o meu beijinho, talvez porque não conseguia transmitir-lhe a energia que sei que precisa.
É um raio de uma doença, consome-nos a alma e a impotência de nada poder fazer é atroz.
A única coisa que lhe posso mandar é um beijinho  quentinho e com sabor a esperança.
Image

De lady magenta a 03.05.2012 às 20:18


Obrigada Golimix...
; )

De Jorge RIco a 04.05.2012 às 18:21

É realmente uma doença horrível, mesmo quando há dias melhores. Parece que há sempre um relógio a avançar à velocidade de um comboio. Muita força, cara amiga.

De lady magenta a 04.05.2012 às 19:08

Obrigada Jorge...; )

De Clísteres e Pulgas a 06.05.2012 às 11:53

Pergunto-me a quem terá passado ele a sensibilidade e amor incondicional... E a capacidade de respirar fundo e pôr a nossa dor de lado e dar um empurrão ao outro? Não é fácil. Deixo aqui uma música simples, de um ser apaixonado que me acompanhou em dias alegres e menos alegres. Hoje calha especialmente bem. As minhas saudades são muitas, o teu trabalho está feito. Perceberás porquê. Abraços muitos.

De momentosdisparatados a 07.05.2012 às 14:44


Doi ao ler...imaginar que poderá acontecer aos meus pais...
"Raio" apesar de todos dias viver bem de perto com a morte...ainda não a consigo aceitar...
Um grande beijo

De lady magenta a 07.05.2012 às 20:58

É inevitável...Infelizmente.
Obrigada pelo beijo... ; )

De Clísteres e Pulgas a 07.05.2012 às 16:00


http://www.youtube.com/watch?v=rDDm5ES5qIM&feature=related 

Algo que cresceu comigo e me dá algum conforto, por ser tão simples e bonito. Espero que consigas ver, era o que queria deixar no comentário anterior.

De lady magenta a 07.05.2012 às 20:57

E é isso exactamente que sinto...
; )

De Lara a 11.05.2012 às 13:29

Penso muitas vezes em como se sentirá alguém que está numa fase como a do teu pai. Devíamos pensar mais nisso, devíamos apoiar mais, devíamos batalhar por estas pessoas.

Força aí.

Beijinhos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D