Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ai a minha vida...

por lady magenta, em 04.07.12

 

 

Mãe da foca...

Hoje tinha de me dar para o sentimento!

Blhaaaaaaaarg.

Não gosto de me sentir assim...Pareço um cocó espalmado numa fralda...Credo...Sem o mau cheiro. Mas com cara de cocó, como me dizia um colega, quando cheguei ao escritório..."Estás branca...Com ar de cansada...", devia ter bom ar era? Temos pena...O meu "ar" é o reflexo da minha alma...Se não estou bem, não me peçam para fingir...Já bem basta o que finjo quando estou em casa...

E sinto-me cansada...Como se o peso do mundo estivesse em cima dos meus ombros...

Numa altura da vida, em que eu não era eu, mas outra de mim, estive deprimida...Por um conjunto de situações menos felizes, às quais não soube reagir...E dessa depressão não assimilei nada. Passou-me ao lado com a ajuda de drogas. Uns valentes anos depois, tornei a ficar deprimida, porque estudava, e porque tinha "problemas" na minha vida pessoal e profissional...Pensava eu! Agora, agora é que devia estar deprimida! Mas não o sinto...No entanto, acho muito ridículo ouvir pessoas, do alto das suas sabedorias a dizer "só fica deprimido quem não tem nada para fazer"... Eu por mim, do alto da minha insignificância, acho que só fica deprimido quem, numa ou outra fase da vida, não tem capacidade para fazer frente aos obstáculos que a vida nos impõe...Mas quem sou eu! E dessa depressão tirei lições valiosas...

...

Acho que sou aquela, que numa vida vive muitas...Que faz das tripas coração e do coração tripas. Que olha para os seus filhos de olhos tristes, e sente o chão ruir...Que vaçila mas não cai. Que aprende na amizade, a conquistar as faltas que a familia lhe deu...Que dá tudo em troco de nada. Mas que no entanto, neste momento, se sente a pessoa mais solitária do mundo, apesar de estar rodeada de gente...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46


13 comentários

De Rosinda a 04.07.2012 às 20:40

Gosto de passar por aqui... de certa forma identifico-me naquilo que escreve.
A vida é tão simples e ao mesmo tempo tão complicada... há coisas pelas quais nenhum ser humano devia passar.
Um abraço
Rosinda

De lady magenta a 04.07.2012 às 20:50

Obrigada pelo abraço Rosinda...Volte sempre que queira ; )

De Palomina a 04.07.2012 às 20:52

Existem fases das nossas vidas em que nos sentimos assim, sem qualquer tipo de ânimo, não que isto sirva para nada, mas lembra-te que há sempre alguém numa situação bem pior que a tua.

Caso queiras conversar tens o meu mail e serei toda ouvidos e ajudar-te -ei no que precisares e estiver ao meu alcance, muitas vezes uma boa conversa, faz com que nos sintamos bem mais "aliviados" do peso que carregamos sobre os ombros e que passa despercebido a muitos que nos rodeiam.

Beijinho e força.
Estou aqui contigo.

Desistir???
Nunca.


 

De lady magenta a 04.07.2012 às 21:35

Desistir não é opção, é um luxo a que não me posso dar... Um dia destes vou cobrar o tal email...; )

De Palomina a 04.07.2012 às 23:17

Fico à espera.
Estou aqui para quando necessitares.

Beijo.

De Bina Ladina a 04.07.2012 às 21:32

Gaija...
Nunca te envergonhes de ter emoções e ser sensível.
.. Adorei aptá demais :Drender aqui uma boa expressão que vou passar a utilizar..
A mãe da foca tá demais :D
Bjinho grande
B

De lady magenta a 04.07.2012 às 21:37

Eu não me envergonho nada...Sou uma maria chorona! Vês como até aprendes coisas porreiras através de mim? Esta aprendi com o meu filho mais velho...; )

De momentosdisparatados a 04.07.2012 às 21:43


Grande mulher é o que tu és!
Um grande beijo.

De lady magenta a 04.07.2012 às 22:06

Um beijo grande de volta, apesar de ser pessoa de abraços...E grande? nem de altura...1.60 m!!! ; )

De Clísteres e Pulgas a 04.07.2012 às 22:54

Uma vez, numa audição no conservatório de música, pergunta-me, com um tom meio irónico, uma professora:

- Então, que é feito de si? Há tantos anos. O que lhe aconteceu? (sorrisos)
- Morreu a minha mãe, fiquei sem casa e sem trabalho.

Digamos que, acabou a conversa e o tom sarcástico. A pessoas como essa colega, pergunta-lhe se ela quer mesmo saber o que se passa contigo ou agora que já acabou o Euro, ficou sem tema de conversa? Diz-lhe que até pensaste em aplicar algum botox e ir ao solário. Mas, estás indecisa, entre isso ou fazer um lifting ao rabo. Quanto te tratam como louca ou parvinha, responde-lhes como tal. Fogem de ti em 2 tempos. :-) Diz que és doida e de papel passado. Não respondes pelos teus actos. Se não gostares das pessoas que fazem esses comentários, diz-lhes exactamente isso. Uma vez, há muitos anos, na escola, um miúdo pediu-me para cantar. Virei-me para ele e disse: olha lá, tu não gostas de mim e eu não gosto de ti. O que é que queres?!:-)

A sério, a postura mais zen é ser directa e honesta. Esta tal professora, dias após a minha mãe morrer, dava-me o discurso de que a vida continua e, implicitamente, dizia, não quero saber disso. Não a mandei dar uma volta na altura, fi-lo mais tarde. Mas mandei.



 

De lady magenta a 05.07.2012 às 19:51

Há gente...Bem, gentinha! Eu também dou respostas desse tipo... E este colega ainda não percebeu bem quando viro onça...Um dia destes vai ser remetido à insignificância dele...E irá parar de uma vez com os comentários de português arcaico...E eu sempre soube que eras uma grande e linda mulher...Já te disse esta semana que gosto de ti e te admiro?
;P

De Clísteres e Pulgas a 05.07.2012 às 20:39

Eu sou pequenina. Muito. Por isso deixo-me no meu canto e, feita formiga, vou "juntando" coisinhas boas para me fortalecer. Tornei-me mais comedida na escolha das coisinhas, ou seja, não são nem muitas nem poucas as pessoas que trago comigo. São  pessoas que estão comigo enquanto quiserem estar. No dia em que decidirem que é altura de seguirem viagem, o meu cantinho continua a ser meu e está construído com algumas protecções, como as salas de isolamento para pessoas que cometem auto-flagelação! :-) É almofadado, assim posso gritar à vontade, chorar, o que me apetecer quando ficar sem as pessoas. E, sendo almofadado, é fofinho e as pessoas que vão aparecendo ou que regressam, acham agradável. Mas, o que lá se passa quando eu estou sozinha, sou eu sei. Porém, há sempre a opção de partilhar com os outros. Peso e medida.

Por isso, acredita, eu sou pequenina. Tenho direito a todos os males e maleitas a que os outros estão sujeitos, tenho as minhas limitações. Não sinto culpa. Normalmente, sinto-me leve nesse sentido. Quando faço porcaria, ah, pois, faço e à grande, procuro não magoar ninguém. E quando magoo alguém, mesmo não sendo intencional ou, de certa maneira, considerado justificável, tento reparar. Mas, olha, again, sou pequenina e sou só uma. Por isso, não me admires. Enquanto te sentires bem, faço-te companhia. Se um dia sentires que é hora de seguires para outras bandas, segue. Deixas a tua marca e isso é que conta. E leva contigo o que de positivo deixei em ti.

E quanto ao "mastermind", apanhou-te num dia menos bom. Quando deres por ti, ele passou a ser ruído de fundo, poluição. :-)

E daqui a pouco é sexta!!!! :-) E vais para o teu lugar ao sol! Mais nada! :-)








 

De lady magenta a 06.07.2012 às 11:19

Para mim és grande, independentemente do que te sintas...O "mastermind", e peço-te desculpa pelo português "arcaico" e a expressão mais corrosiva que vou usar, precisa mesmo é de uma sessão de sexo à bruta!!!! Mas isso é um problema do foro pessoal dele...Quando se nasce para lagartixa, jamais se chega a jacaré... ; )

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D