Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ai a minha vida...

por lady magenta, em 21.08.12

 

 

A minha vida deixou de me pertencer.

É um facto incontornável.

Se por um lado me deixa um "tantinho" angustiada, por outro, e tendo em conta as circunstâncias, chego à conclusão que afinal padecia de uma extrema arrogância em relação à vida em si.

Não escrevo isto com mau humor, nem com mágoas. Constatei um facto. A minha vida não me pertence apenas a mim. Eu controladora e manobradora, que pensava estar no topo da "cadeia" pessoal que era a minha vida...Como as pessoas se enganam.

Afinal, eu que odeio que me subestimem, acabei por cair no erro crasso de subestimar tudo.

É engraçado vivenciar este tipo de coisas, e constatar que afinal, uma doença tem mais mais poder sozinha sobre nós, do que todo um conjunto de circunstâncias.

A doença do meu pai, acaba por si só, ser também uma grande lição de vida...Nestes últimos onze meses, aprendi tanto, mas tanto, que juro, por vezes chego a sentir-me centenária...

O estado do meu pai agravou-se durante esta noite.

Certezas não há, nem podem haver tendo em conta que o meu pai é um doente atípico...No entanto, em amena cavaqueira com a extraordinária equipa médica que o segue, não gostei do tom evasivo com que me tentaram iludir.

A única certeza é a de que amanhã o seu segundo neto fará dezassete anos, e muito sinceramente, não queria nada que recebesse por presente a perda definitiva do avô que o ajudou a criar...

A vida é uma caixinha de surpresas, não acham?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:31


8 comentários

De alma a 21.08.2012 às 20:21

Ao longo deste processo doloroso com o teu pai tem passados por estados de revolta, aceitação, fases em que questionas...
Hoje, o teu texto emocionou-me. Tens uma alma linda e pura, que é capaz de colocar nas palavras o que sente, a forma como a vida te mudou.
Como sempre, vamos tentar viver mais um dia... amanhã... entre a "dor" e o aniversário do teu filho.
Um forte abraço.

De lady magenta a 27.08.2012 às 21:42

Obrigada Alma...Este passou, para o ano logo se vê. ; )

De Rosinda a 21.08.2012 às 20:48

Na vida nada temos certo a não ser a morte...
Triste é verdade, mas real.
Seria normal deixar aqui palavras de coragem e conforto, porque me bailam na cabeça, mas não é fácil passar pelo que está a passar. Haverá decerto momentos que foram mais felizes, tente apoiar-se neles. A vida é feita de momentos...
Um abraço
Rosinda

De lady magenta a 27.08.2012 às 21:44

É verdade Rosinda, momentos...Esta vida é mesmo assim...Obrigada pelo seu comentário ; )

De Isabel Conde a 22.08.2012 às 10:43


Minha doce Amiga, não te censures por seres como eras, agradece por seres como és! Tu és única, ninguém é igual a ninguém, e tu, com a tua maneira de ser, espontânea, sincera, tens quem te ama do teu lado, quem vive e convive null ao teu pai, eles estão sempre a ensinar-nos a viver até ao dia da sua partida e só o vai fazer, quando sentir que não aguenta mais. Tiveste um Herói do teu lado, vais ter um anjo a olhar por ti.
Quanto ao teu filhote, que hoje completa 17 anos, o avô esperou por este dia para lhe poder dar mais esta vez os parabéns e partir de certo modo aliviado.
As nossas experiências de vida, as boas e as menos boas, fazem-nos crescer minha querida e tu....és uma Grande Mulher. Beijinho grande e muita força e coragem!

De lady magenta a 27.08.2012 às 21:45

Obrigada Isabel...Eu sei que está aí na torcida...; )

De Margarida a 22.08.2012 às 14:58

Quando era miúda, irritavam-me os velhotes que nos desejavam muita saúdinha e que isso é que era o mais importante.
À medida que os anos passam, cada vez percebo mais como esses velhotes tinham razão. Quando não há saúde, tudo o resto deixa de ter importância e é algo que não nos afeta só a nós, mas a todos ao nosso redor.

De lady magenta a 27.08.2012 às 21:46

E de que maneira Margarida...Obrigada ; )

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D