Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ai a minha vida atribulada...

por lady magenta, em 11.09.12

 

 

Desculpem os palavrões, mas hoje tenho mesmo de desabafar...

 

Sinto-me literalmente uma merda.

Frustrada, com um peso enorme, porque o meu filho, o meu filho mais lindo e maravilhoso, o menino, como lhe chamou sempre o pai, está a sofrer...

Eu nem imagino o que vai naquela cabeça...

Não sei lidar com isto, não sei como lidar com ele...O que lhe dizer ou fazer para atenuar a sua dor...

No fundo sinto-me tão culpada, sem culpa nenhuma...

Ver um filho a sofrer sem poder fazer nada é terrível.

Acho que isto também é uma espécie de preparação para o que hei-de passar...

É dose dupla...

Mãe da foca.

Ainda por cima, hoje é aquele dia em que se assinala a mudança radical no mundo...O dia em que o medo se instalou e o pânico foi generalizado...

Acho que sim, que me começa a cair a ficha, e me apercebo cada vez mais que o fim eminente é terrível...Tudo acaba e fica em paz, e no sitio onde antes havia uma incessante revolta e frustração, instala-se um buraco....Um vazio tão terrível, que tem alturas que parece que o mundo nos vai engolir.

"Tens de ser forte...Tens de ter força para lhe dar..."

E depois? Choramos os dois até adormecer? Aprendemos a lidar com este vazio? Ficamos mais fortes de certeza.

Hoje sinto-me mesmo uma merda.

E é terrivel este sentimento chamado impotência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:16


5 comentários

De eu ando às voltas a 11.09.2012 às 11:37

Não há formulas defenidas para lidar com esta dor, para atenuar a dor dos outros. Com tempo, as feridas saram, as cicatrizes ficam, as lagrimas secam e aprendemos a viver sem essas pessoas.
De tempos a saudade pesa mais, as lagrimas podem voltar a cair, mas conseguimos voltar a andar em frente.
Beijo e força.

De blogando-me1 a 11.09.2012 às 12:43

Pois..... não sei que te diga..... chorar é maneira de deitar tudo cá para fora, mas e depois??? Falem, contem um ao outro o que vos vai lá dentro... Estes são daqueles momentos em que não sei que dizer para conforta Image. Deixo um beijinho e um xi Image bem apertadinho de força e coragem.

De M a 11.09.2012 às 12:59

Como te percebo, tenho uma filha com 16 anos e um marido com cancro. Dá-lhe tempo, os miúdos relativizam as coisas melhor que nós. Um beijinho mt grande aos dois.
M

De Artemisa a 13.09.2012 às 11:42


Nada do que possa dizer vai atenuar o que quer que seja... Mas força, muita força. Agora vocês são um para o outro, precisam mais que nunca um do outro, e por isso vão aprendendo a estar bem. Espero, sinceramente, que isso aconteça... O amor que vos une será a vossa maior força.
Estou por aqui, para o que precisar.
Abraço apertado...

De momentosdisparatados a 13.09.2012 às 22:29


A morte é sempre algo terrível , embora nestes casos com tanto sofrimento por vezes seja um alivio .
Se o melhor for chorar então façam-no.
Terá de ser um dia de cada vez...o teu filho vai aprender a lidar com o vazio.
Beijinho

Comentar post



Porque nem tudo o que luz é ouro e nem tudo o que brilha é prata...

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D