Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Esta coisa do luto...

por lady magenta, em 16.09.12

 

 

Primeiro que tudo, e desviando-me obviamente do assunto, tive muita, muita pena mesmo de não poder ter ido à manifestação. No entanto, sei quem foi lá por mim, e levou um pouco de mim consigo, já que se tivesse ido, certamente iria na linha da frente...

...

Adiante que o dia de ontem já passou.

E passou uma semana.

É verdade... Uma semana complicada, em que afinal aprendemos, que até para fazer luto o tempo passa devagar...

O luto não é a roupa que vestimos, são os apertos que sentimos no coração, por vermos os sentimentos dos que amamos esfrangalhados e, os nossos já agora. (Desculpem a expressão, mas à falta de melhor...Vocês entendem.)

A roupa é apenas um pró-forma, para que outros vejam que estamos a passar um processo doloroso. Por mim, jamais verão. O luto faz-se para dentro, por vezes, no entanto, somos traídos pelos olhos...Que teimam em deixar cair lágrimas, como sinal de alivio, por a alma já não aguentar tamanho sofrimento...

Apesar de estarmos à espera da morte do Paulo, nunca estivemos realmente preparados para lidar com a sua perda e, a cada dia que passa, a saudade aumenta tanto, quanto a falta da sua presença.

Só com o passar dos dias começamos a ver que afinal, é a sério...Ele partiu. O seu corpo físico deixou de existir. Existem as lembranças, boas e más, as memórias...O som da voz dele, das suas gargalhadas, o sorriso...O sorriso fica sempre entre nós, já que o filho tem exactamente o mesmo sorriso do pai...O mesmo jeito de andar com os pés para a "doca"...

A morte do Paulo, para mim, não é só a morte dele, é um prenúncio daquilo que terei de ultrapassar quando o meu pai partir...Do apoio que tenho de dar aos meus filhos e, eles a mim...Acho que não vou ter tempo para parar para pensar, hei-de estar absorvida por tantas outras coisas maiores que as suas perdas...Os meus filhos, a minha mãe...

Quando tiver tempo faço o meu luto. Da minha forma atípica. Hei-de chorar, hei-de me rir, terei tempo para gritar com eles os dois, com a vida, com o maldito cancro...Com alguém! Ou com coisa nenhuma...

Isto da morte e do luto tem muito que se lhe diga, tanto que ainda ando a processar informação...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:45


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D