Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ai a minha vida...

por lady magenta, em 18.09.12

 

 

Ontem ao ser entrevistada pela grande Madalena Balça, perguntou-me o "porquê" de ter surgido este blog e, posteriormente a respectiva página do Facebook...

O blog em si, surgiu da necessidade de escrever...Escrever é para mim como um vício...Passo a vida com agendas, e papelinhos atrás. Guardo tudo, pensamentos, ideias, coisas que um dia gostaria de amadurecer e passar para o papel...A página no facebook surgiu por acréscimo, até porque nesta era das novas tecnologias não fazia sentido seguir só com o blog....

Depois surgiu a doença cancro...No pai do meu filho e no meu pai. Talvez por egoísmo, a minha relação com o Poppies, passou de escrever sobre mim, e passar a escrever sobre eles, sobre o que é esta vida de doenças más...Sobre as vicissitudes de uma família e amigos, que cumprem esta "pena", agrilhoados ao doente...

É uma espécie de "grito do Ipiranga", um apelo, para os que aqui chegam percebam que, afinal as famílias e amigos sofrem tanto ou mais que os doentes, mas em proporções diferentes...

É o facto de ter de libertar o sofrimento que me vai na alma, escrevendo, e por acréscimo, se com isto puder ajudar alguém, dou-me por satisfeita.

Quando escrevo, não o faço só por mim, faço-o pela minha família e a do pai do meu filho, faço-o por todos os que, por vergonha ou falta de coragem, não o querem fazer....Esta doença gera um sofrimento tal, que costumo dizer que é descer ao inferno e ficar lá...

Há tanto a ser feito para colmatar estas falhas da sociedade...Não existem centros de retaguarda, e os que existem são poucos e sem vagas, o apoio psicológico é à míngua, as equipas pluridisciplinares são poucas e não têm como chegar a todos.

Se o Poppies puder chegar a alguém, como já o fez, se o meu "egoísmo", ou "prostituição" da dor, servir para alguém que como nós, passa ou passará por esta provação, darei a minha missão como cumprida...

Não me importo de "escarrapachar" aqui, o que tem sido este último ano das nossas vidas, o que é fazer luto em vida, o que é saber que à partida a doença já nos derrotou, o que fica depois da morte de um deles...Não me faz confusão absolutamente nenhuma falar sobre isto...O que me faz confusão é, determinadas pessoas, ainda viverem confortáveis no seu "quadrado" e não perceberem que existem valores na sociedade tão importantes, como a própria sociedade...A isto chama-se, segundo os meus padrões, compaixão e humanidade...Eu ajudo-me, tentando ajudar os outros. Se é egoísmo, que seja. Mas ao menos sei que não estou só e que os relatos que aqui ficam, servirão para outros não perderem a esperança...

 

O meu pai continua na mesma...E nós, continuamos com ele.

O meu rico filho, continua a fazer o seu luto e nós, acompanhamo-lo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D