Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O "câncaro" e o meu pai...

por lady magenta, em 05.10.12

 

E passou mais um dia.

Não vale a pena fazer previsões, já que de cada vez que as fizeram saíram sempre goradas. No entanto, o estado de delírio mental e alucinações, desde o inicio da semana, tem piorado... O meu pai vê fardos de palha, montes de entulho, garrafas e frascos...Não me reconhece e quando o faz, julga que sou a minha irmã...

Nós sabemos que é o prenúncio de algo. Estivemos à conversa com a enfermeira responsável por ele...Ela nem precisou falar, porque de tanta literatura médica, ensaios e trabalhos que li, sei bem o que significam...Como também sei o significado das manchas que ele tem nos pés e mãos...

Enfim...

Eu ainda disse à enfermeira que acredito que ele venha a ter alta, percebi pelo seu olhar, complacente, que eu provavelmente estaria enganada. O pior é que com o meu pai, todas as estimativas e estatísticas relativas ao Adenocarcinoma da cabeça do Pâncreas, saíram completamente goradas...O meu pai é um milagre aos olhos da medicina...Não entra em estatísticas, não tem lugar em lado nenhum, a não ser nos nossos corações... 

Não vou estar aqui a lamentar-me e a dizer que desta é que ele parte...Não adianta. Ele acaba sempre por nos contra-dizer.

...

Uma coisa é certa. O estado dele agrava-se a cada hora que passa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56


2 comentários

De S. a 05.10.2012 às 21:39

Por vezes os delírios de um doente oncológico em fase terminal, pode dever-se a dor que sente.
Tente explorar melhor esse assunto.


Beijinho e força nesta etapa conturbada da sua vida :)

De Artemisa a 08.10.2012 às 00:18

Vim cá para saber como estavas. Vejo que está tudo normal, ou seja, complicado. Nunca sei bem o que dizer. 


Não tenho marido, filhos, mas tenho pai, e sei que perdia a razão se alguma coisa lhe acontecesse. Só pensar nisso faz as lágrimas virem-me aos olhos. Por isso não vou dizer para teres paciência, ou para compreenderes que é um processo natural. Quando se ama desta forma isso não resulta. Vou só dizer para teres força... Mais uma vez. Fazes isso como ninguém, por isso fá-lo mais um pouco. E, se o teu pai é um milagre, continua a acreditar neles...


Um grande, grande beijinho*






Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D