Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O cancro, essa doença malvada...

por lady magenta, em 05.12.12

 

 

Ardem-me os olhos...Hoje chorei, o que tinha para chorar...

Não está fácil pessoas.

Assistir ao fim de algo, de uma vida, de uma pessoa, às mãos desta terrível doença, é como sermos lentamente torturados, por um inimigo que sabemos estar lá, mas sobre o qual não temos qualquer poder de derrota.

Ontem faltou-me a coragem. Têm-me faltado com base diária. É como se as minhas pernas, não acatassem as ordens da minha cabeça...Cada dia que passa a tortura é maior, e ter de o ir visitar é o cúmulo dessa tortura.

O meu pai está em coma. Não sente ninguém, não fala, não vê.

No fundo é como se já tivesse partido para longe e, só restasse o corpo dele para nos lembrar que ele existiu.

Desejam-me força, e eu respondo, "força? que força? mas eu lá tenho força numa hora destas????"...Não consigo. Não tenho. Não quero ir ver o meu pai, mas não posso abandonar a minha mãe...Ela passa o dia inteiro à cabeceira do meu pai, que nem dá conta dela lá estar, nem dela nem de ninguém...

Hoje só consegui ter força, porque tenho dois filhos maravilhosos, o meu motor de arranque, e o mais velho me acompanhou...O mais novo diz que não quer ver o avô assim. Pudera! Tem visto o definhar dele desde o primeiro dia...Já chega vida...Já chega de tortura. Para o meu pai e para nós...

Eu queria dizer que sou forte e consigo superar isto, Não sei se consigo pessoas...É tudo tão pesado, e tortuoso, que nem sei como conseguirei chegar ao dia de amanhã...

...

Valem-me os bons amigos, que nesta hora não me abandonam e me ouvem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20


1 comentário

De momentosdisparatados a 06.12.2012 às 10:29


Olá Susana...confesso que tive de ler varios post para saber da situação(tenho andado ausente) e também confesso que estava a torcer para que o desfecho já fosse outro. Desculpa...mas, o vosso sofrimento é mais que muito e como dizias na reportagem "ninguem merece morrer assim".
Gostei de te conhecer, pena que tenha sido para falares de algo tão terrivel, mas como dizes "a vida não é toda cor de rosa". Não podemos tapar o solcom a peneira, não é?
Beijinho...iria dizer "força", mas isso é algo que tens, embora por vezes possas achar que não.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D