Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 19.07.12

 

 

Ou este país não é, definitivamente, para todos...(Outro bom título para este post.)

 

E cá andamos nesta vida de doenças oncológicas, menos boas e felizes.

O meu pai na mesma, o pai do meu filho mais crescido, cada vez pior...

E ser-se doente oncológico neste país não é para todos... Os apoios são os possíveis, os acompanhamentos também.

Se no início tudo nos pareceu tão bem estruturado, com o passar do tempo o véu levantou e, afinal, como quase tudo neste país, as coisas ou tardam ou acabam por não acontecer.

O apoio domiciliário é nulo, perdão, nulo para quem o não pode pagar. Basta apenas ser-se proprietário de um imóvel, mas ter-se porém uma miserável reforma, e tudo se complica e os custos agravam. O apoio psicológico é à míngua. Existe é um facto, e a psicóloga que nos foi "atribuída" pelos serviços de cuidados paliativos, é prestável e tem dedicado o seu precioso tempo e ajuda, com a nossa família, e a de mais trezentos doentes...Sim leram bem. Trezentos doentes e respectivas familías, atribuídos a uma equipa pluridisciplinar de apenas seis pessoas...Duas médicas especialistas, uma assistente social, uma psicóloga e dois enfermeiros...Toda a ajuda prestada por estes profissionais tem sido louvável, no entanto, na grande maioria das vezes, ficam soterrados pela famigerada burocracia...É o país que temos, mais uma vez. A culpa não é das pessoas, profissionais de saúde, a culpa é de quem burocratiza e impõe as mais descabidas regras de conduta...Como se não bastasse, não existem vagas em locais de acolhimento para doentes terminais, ou melhor existir, existem, na maioria das vezes a vaga já não chega em tempo útil...Depois temos os apoios, como o subsidio para dependentes...Subsidio este, dependente de um documento confidencial a ser preenchido pelo responsável da equipa médica que trata o doente oncológico em fase terminal, e que, como se pode prever, explica a história clínica do doente, bem como a razão da solicitação de tal subsidio...Estaria tudo muito bem, se os competentes serviços, não resolvessem solicitar uma "junta médica", para avaliar o doente em causa...Tudo bem, acredito que pelos pecados de uns tantos, paguem outros...Mas será mesmo necessário pagar dois transportes de ambulância, quando um documento oficial atesta o estado de saúde de um paciente? Será mesmo imprescindível a deslocação de um doente moribundo a uma junta médica, e ter de o sujeitar a tudo o que isso implica, para recebermos uns miseráveis 90 €?

...

Agora meus amigos a mim cabe-me dizer de minha justiça, acredito que num país pequenino, com gente pequenina, que pensa pequenino, seja obrigatório proceder assim...Seja de igual modo obrigatório desconfiar de tudo e todos, e passar a vida a olhar por cima do ombro, e mais vos digo, concordo e subscrevo plenamente a opinião dada pelo Sr. Bispo Dom Januário Torgal Ferreira, quando diz que o Governo é corrupto...O problema não é de agora, é longo e atrasado no tempo, mas que este governo em nada parece melhorar a já periclitante situação de um país caquéctico, é verdade... O buraco foi aberto, empurraram-nos, agora é só tapar a cova...

...

Mas que poucos, com o pouco que têm e podem, ainda fazem muito...A esses poucos Obrigados não chegam, vénias não bastam, apenas e só toda a consideração e que continuem nesta vã batalha por um país melhor...

 

(Ai quem me dera que a padeira de Aljubarrota se levantasse da tumba!!!!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:38

O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 28.02.12

 

 

E ao 8º dia "mandaram-te" embora...Assim. Sem dó nem piedade.

E se hoje fosse o dia, daqueles dizeres dos pacotinhos de café, "algum dia desapareço...hoje é o dia!" Eu já tinha desaparecido.

É que foi mesmo o dia do cocó diarreia!(e ainda não acabou!)

Raios partam este maldito dia...

Já praguejei, já ordinarei, já se me fundiu a merd@ do médio do carro e a lâmpada da matrícula, já um pombo esvoaçou contra mim, já pisei um cocó de cão...Fada-se que até para andar na rua tenho de ter sorte!...

...

Noutro campo...

Já ouvi muitas desculpas do pessoal hospitalar, mas também já puxei dos galões e já lhes disse que não sou uma anormaloide qualquer! Que se eles estudaram eu também! E fiz questão de que, já que estavam tão apressados para vagar a cama do meu pai, que então ele sairia com a roupa do hospital, a qual, eu devolveria um dia destes!(sim, já que nos informaram de que não dispunham de tempo para aguardar a chegada da roupa dele...)

...

E noutro campo ainda...

Esta barraca instalou-se(estou tão brejeira e virada ao povão hoje... que chique que sou e tal e não quê...) porque os fofos dos nossos Srs. "des"governantes com excesso de burocracia,(que até lhes dizia para meterem os papeluchos nos orifícios anais e peneais, mas isto saído da boca, ou das pontas dos dedos de uma "laide" parece mal e tal...) resolveram fechar as urgências do Hospital Curry Cabral, pois iria abrir o santo graal do Hospital de Loures...Mas...(todas as comédias têm um "mas"...tenho de perceber qual é o "mas" da comédia em que se tornou a minha vida...) Esqueceram-se de que para uma urgência hospitalar funcionar plenamente é preciso muuuiiitttooo trabalho e logística e a "cabr@" da burocracia que não foi simplificada...Ou seja, por exemplo, o hospital de Loures tem quase todas as valências incluindo psiquiatria, mas a chefe de serviço, está sentada na secretária porque ainda não pode receber os respectivos doentes, pois a put@ da burocracia não soube ser simplificada!!!! Noutros serviços, como por exemplo o que se responsabiliza e controla as infecções hospitalares, não funciona a 100% porque não foi nomeada toda a equipa...And so on and on....

E não me perguntem como sei. (Acho que são os meus poderes mediúnicos a funcionar...) 

...

E noutro campo ainda....(Acho que me começo a repetir e isto a mim não me soa nada bem...)

O meu pai andou. Sozinho. E fala coerentemente.

E eu, que jurava a pés juntos que ele partiria esta semana, tal não era a degradação do seu estado de saúde, pensei ter presenciado um milagre de S. Lázaro... Até o médico dele não soube o que me dizer..."sem palavras"...Mesmo.

 

No final de contas, está em casa e ponto final....

E este dia foi tão violento, e com discussões e acusações tão feias e violentas, nas palavras proferidas, que se eu fosse crente nalguma coisa, já me estava a flagelar de silício à volta das zonas mais sensíveis!!!!

Enfim...Haja pachorra para os que aturam e para eu me aturar a mim...Estou intragável, com humor de cadela sarnenta e enxertada em corno de cabrão!

(agora é que acho que foi tudo...)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52

O "câncaro", o meu pai e eu...

por lady magenta, em 27.02.12

 

 

E cá andamos nesta vida...

Hoje muito atribulada....Tão atribulada que até deu para organizarmos uma acesa discussão hospitalar...(as merd@s em que me meto....só visto.)
Foi tal a agitação que até me senti nauseada....

Uns mandam para casa porque a cama está ocupada, outros acham que não pode ser, o meu pai, num momento irreal de lucidez, acha que o fomos despejar e não o queremos levar para casa...Enfim...Um filme negro e desprezível...

E adivinhem quem me teve de ouvir(não sei como ela aguenta, mas ela faz questão....), a minha amiga Rosa....

Qual confessora, ouviu-me esgrimir os meus argumentos, como se fosse ela a culpada pelo nosso "maravilhoso" serviço de saúde estar tão burocratizado, que o importante, o bem estar dos doentes, pode muito bem ficar relegado para último plano...

Ou seja, como eu também sou uma boa gestora, tão boa quanto os Srs. Governantes que nos governam e, passo a expressão, posso muito bem ir de frasco de álcool e fósforo na mão, começar a incendiar todas as enfermarias e locais onde são "depositados", (sim leram bem e deixem-me estar porque isto tem de sair) os nossos doentes terminais! É que assim matam-se dois coelhos, nem se investe nem se tem mais burocracia! Já que é para morrer, então que matemos já os nossos familiares!

Não se trata de não querer levar o meu pai para casa. No entanto não temos, e acho que muito poucas pessoas têm condições para tal...

Ah e tal, mas o Estado não é responsável por isso... E dizem vocês com muita razão. Mas então fazemos assim, os Srs governantes deixam de ter carrinhos topo de gama, viagens em primeira classe, 350 secretárias só porque sim, e tantas outras coisas que podia enumerar, mas depois já ficava um post chato e longo, e eu sou curta e grossa...Ah e já agora, essa malta que anda para aí a receber os belos dos subsidios para gastar em tabaco e cafés,só prque não quer trabalhar e ficar em casa à conta dos otários é bom,  eram bem formados, por exemplo como assistentes familiares...Ah mas depois tinham de limpar os cócos e os xixis e era chato, pois...

Pois a merdinha sim!

Se estes "des"governantes soubessem, imaginassem sequer, o que é viver com estas doenças, passar por estas merdas sem se querer, podia ser que dessem valor a quem tem de travar esta luta diariamente!Se imaginassem as batalhas inglórias que se travam em meio hospitalar, porque a equipa médica sabe que a familia de determinados pacientes, não os pode cuidar convenientemente, mas estão de pés e mãos atados, pelo excesso de buracracia que lhes impõem, e literalmente são coagidos a dar altas quando o não deveriam fazer, só para não sofrerem represálias...

E eu como eles, hoje sinto-me uma verdadeira palhaça...Porque infelizmente é o país que temos...Investimos o que não temos naquilo que não nos serve para rigorosamente nada, e burocratizamos para não investirmos no que nos é essencial...

 

 

 

 

 



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:36


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D